Conheça Nossas Soluções

Terceirizações Aduaneiras

  • Despachos Aduaneiros
  • Importação Aérea/ Marítima
  • Exportação Aérea/ Marítima
  • Desconsolidação Aérea/ Marítima
  • Cargas Consolidadas

 

Transportes Rodoviários

  • Posicionamento de Containers
  • Transporte e Pesagem
  • Transporte de Cargas

 

Acompanhamento De Desova

  • Posicionamento De Containers
  • Ova e Desova
  • Verificação Física Com o Ministério Competente

LIBERAÇÃO DE CARGAS ESPECIAIS

Automóveis Importados, Bagagem Desacompanhada, Vinho, Relógios, Frutas, Pescados, Grãos, Exportação de Frango Congelado, Break Bulk e em Containers.

DOCUMENTAÇÃO PARA AJUDANTE DE DESPACHANTE

  • RG; CPF; Titulo de Eleitor; terceira militar; comprovante de segundo grau; (1 via - copia autenticada).
  • Copia simples de um comprovante de residência.
  • Cartão de assinatura no Cartório para posterior reconhecimento da assinatura.
  • 2 fotos 3x4.
  • Nome, CPF e numero para contato de um Despachante para vinculo de responsabilidade.

Valor do serviço: R$ 200,00.

BAGAGEM DESACOMPANHADA (MUDANÇA INTERNACIONAL)


1.0 Conceito

As limitações, indicadas para a bagagem acompanhada, relativas aos bens que não podem ser trazidos como bagagem e bens de importação proibida, aplicam-se também à bagagem desacompanhada.

A bagagem desacompanhada deve provir do país ou dos países de procedência do viajante.

A bagagem desacompanhada deve chegar ao Brasil dentro do período de três meses anteriores ou até seis meses posteriores ao desembarque do viajante. Fora desse prazo, os bens não são considerados como bagagem, sujeitando-se ao regime de importação comum para bagagens.

A data do desembarque do viajante no Brasil é comprovada mediante a apresentação do bilhete da passagem, de declaração da empresa transportadora, ou do passaporte.

O despacho aduaneiro de bagagem desacompanhada somente pode ser processado após a chegada do viajante e deve ser iniciado no prazo de até 90 dias contado da descarga dos bens, sob pena de ser considerada abandonada. O viajante pode providenciar o despacho pessoalmente ou por meio de despachante aduaneiro por ele nomeado.

O viajante deve providenciar o despacho aduaneiro da sua bagagem por meio da Declaração Simplificada de Importação (DSI) eletrônica, registrada no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), podendo, nesse caso, ser dispensado o procedimento de habilitação para utilizar o Siscomex se a declaração for transmitida para registro por um funcionário da Aduana ou elaborada por um despachante aduaneiro nomeado pelo viajante. O pagamento do imposto de importação, se for o caso, é feito no momento do registro da DSI. Os bens que compõem a bagagem devem ser relacionados na DSI.

Para facilitar a conferência aduaneira, recomenda-se que os bens sejam distribuídos em caixas numeradas, agrupando-se, quando possível, os bens afins, que se relacione o conteúdo de caixa por caixa, por exemplo, conteúdo da caixa nº 1 (discriminando todos os bens ali contidos), conteúdo da caixa nº 2 e assim por diante.

A liberação dos bens é efetuada após a conferência aduaneira da bagagem.

§1º A DSI será instruída com a relação dos bens, conhecimento de carga original ou documento equivalente e demais documentos pertinentes.

§2º Na relação de bens deverá constar a quantidade, a descrição, o valor dos bens e outros elementos necessários à sua identificação.

2.0 São Considerados Bagagem, por exemplo:

  • Roupas e outros artigos de vestuário;
  • Artigos de higiene, beleza ou maquiagem;
  • Calçados;
  • Livros, folhetos e periódicos;
  • Ferramentas, máquinas, aparelhos e instrumentos necessários ao exercício de sua profissão, arte ou ofício;
  • Obras produzidas pelo viajante.

3.0 Não estão no conceito de bagagem, independente do motivo da viagem:

  • Bens cuja quantidade, natureza ou variedade configure importação ou exportação com fim comercial ou industrial;
  • Automóveis, motocicletas, motonetas, bicicletas com motor, casas rodantes e demais veículos automotores terrestres;
  • Aeronaves;
  • Embarcações de todo o tipo, motos aquáticas e similares, e motores para embarcações;
  • Cigarros e bebidas de fabricação brasileira, destinados à venda exclusivamente no exterior;
  • Bebidas alcoólicas, fumo e seus sucedâneos manufaturados, quando se tratar de viajante menor de dezoito anos;
  • Bens adquiridos pelo viajante em loja franca, por ocasião de sua chegada ao País.

4.0 São Documentos exigidos ( 3 vias de cada AUTENTICADAS ).

  • Procuração;
  • Comprovante de residência no Brasil (em nome da pessoa que estará efetuando a mudança);
  • Comprovação de residência no exterior por tempo superior a 01 ano;
  • Cópia autenticada do passaporte (todas as páginas com informação/carimbos) ;
  • Cópia autenticada dos documentos pessoais (CPF, RG);
  • Bilhete da passagem aérea;
  • Lista de bens detalhada em que deverá constar a quantidade, a descrição, o valor dos bens e outros elementos necessários à sua identificação;
  • Conhecimento de carga original ou documento equivalente e demais documentos pertinentes;
  • Documentos que comprovem sua profissão em caso de envio de equipamentos próprios.

5.0 Dos Serviços Prestados:

5.1 Auxilio no Credenciamento junta a receita federal do CPF do cliente no siscomex, que devera ser no municipio do cliente.

5.2 Credenciamento junta a Marinha Mercante.

5.3 Registro da DSI no siscomex ( Receita Federal ).

5.4 Verificação física da mercadoria com Receita Federal.

5.5 Após Desembaraço da Receita, entramos com um processo junto a Marinha Mercante para isenção do AFRMM.

5.6 Após Desembaraço da Receita, entramos com um processo junto a Receita Estadual (Exatoria) para isenção do ICMS, NO ESTADO DE SC.

Localização

Horário de Atendimento

Seg-Sex 08h00 às 12h00
  13h30 às 18h00